Compra de Voto ou Venda de Voto?
Eu com 24 anos de idade, pude acompanhar de perto a política partidária da minha cidade. Na corrida eleitoral para uma vaga de vereador ou prefeito, puder entender a facilidade que um candidato tem para comprar um voto.

É isso mesmo, nos tempos de hoje, não precisa o candidato ir ao encontro do eleitor para comprar seu voto. O próprio aparece oferecendo seu futuro em troca de bens não duráveis.

Sinto-me envergonhado de ser, primeiro brasileiro, baiano e por fim Rui-barbosense. Não digo em uma coligação, mas sim de um povo (não são todos) que, por sua vez, vai de encontro desses corruptos (quem compra também é corrupto) oferecendo sua única arma para ter dias melhores, em troca de matérias de construção, um exame ou até mesmo um botijão.


Desanimo quando penso em lutar por dias melhores, sendo que os oprimidos fazem papel de opressores. Nessa estação o povo se separa para lutar a favor dos grupos políticos infestados de corruptos (em sua grande maioria). Por sua vez, arrependo-me de ter conhecido a política suja da nossa cidade – Estado – Pais. 

Com muita decepção: Júnior Queiroz, 16 de outubro de 2016.

Postagem Anterior Próxima Postagem